Se os espíritas soubessem o que é o Centro Espírita, quais são realmente a sua função e a sua significação, o Espiritismo seria hoje o mais importante movimento cultural da Terra. (Herculano Pires - O Centro Espírita)

quinta-feira, 19 de maio de 2011

JOÃO PAULO II SE COMUNICA ATRÁVES DE MÉDIUM BRASILEIRA

Hoje cedo recebi uma mensagem pela internet. Um amigo a respassou. Supostamente foi escrita pelo Papa João Paulo II,  psicografada em 18 de outubro de 2010, pela médium Rosane Amantéa.

Não conheço a médium. Não sei se ela é católica ou espírita. Não lembro de ter lido mensagens ou livros psicografados por ela. Mas isso pouco importa, porque quanto menos conhecemos o médium mais isenta se torna a análise da mensagem.

A suposta mensagem de João Paulo II vem acompanhada de uma nota da médium que diz o seguinte:

João Paulo II aos 60 anos.
Há semanas vejo o nosso querido Papa João Paulo ll desejando escrever, ao que eu, sempre respeitosa com todos os seres espirituais de luz, dizia: Seja feita a vontade de Deus !

Ele apresentou-se hoje, logo cedo, já do lado de trás da minha cadeira onde me sento para psicografar. Eu entendi que havia chegado a hora.

Ele plasmou-se astralmente muito alto, com a postura totalmente ereta e com a fisionomia de uns 50 anos. Vestia a mesma batina branca e somente branca, sem capas vermelhas ou roxas, com brilhos cintilantes, o adereço da cabeça também branco e com a aura muito iluminada, de sorriso breve e sereno e com a segurança dos mestres.
Allan kardec recomenda, em "O Evangelho Segundo o Espiritismo", logo na introdução, item II - Autoridade da Espírita, sob o título  Controle Universal do Ensino dos Espíritos que:

O primeiro exame comprobativo é, pois, sem contradita, o da razão, ao qual cumpre se submeta, sem exceção, tudo o que venha dos Espíritos. Toda teoria em manifesta contradição com o bom-senso, com uma lógica rigorosa e com os dados positivos já adquiridos, deve ser rejeitada, por mais respeitável que seja o nome que traga como assinatura.
Segundo a Wikipédia, João Paulo II, cujo nome original era Karol Józef Wojtyła, nasceu em 18 de maio de 1920 e desencarnou em 2 de abril de 2005. Foi o Sumo Pontífice da Igreja Católica Apostólica Romana e Soberano da Cidade do Vaticano de 16 de outubro de 1978 até a sua morte. Teve o terceiro maior pontificado documentado da história; apenas os papas São Pedro reinou trinta e quatro anos, e Papa Pio IX reinou por trinta e um anos. Foi o único Papa eslavo e polonês até a sua morte, e o primeiro Papa não-italiano desde o holandês Papa Adriano VI em 1522.

Foi aclamado como um dos líderes mais influentes do século XX. É amplamente difundido que ele tenha sido fundamental para o fim do comunismo na Polônia e talvez em toda a Europa, bem como significativa melhora das relações da Igreja Católica com o Judaísmo, o Islã, a Igreja Ortodoxa, e a Comunhão Anglicana. Apesar de ter sido criticado por sua oposição à contracepção e a ordenação de mulheres, bem como o apoio ao Concílio Vaticano II e sua reforma das missas, também foi elogiado.

Um dos seus maiores feitos foi ter se utilizado muito bem da comunicação e conseguido reviver a juventude católica. Depois de muitos anos na obscuridade o movimento jovem do católicismo, sob a liderança e o beneplácito de João Paulo II, realizou congressos mundiais muito concorridos.

Foi um dos líderes que mais viajou na história, tendo visitado 129 países durante o seu pontificado. Sabia falar os seguintes idiomas: italiano, francês, alemão, inglês, espanhol, português, ucraniano, russo, servo-croata, esperanto, grego clássico e latim, além do polonês, sua língua nativa. Faleceu devido a sua saúde débil e o agravamento da doença de Parkinson.

Um dado interessante, e que tem servido como argumento para a sua beatificação, é que foi encontrado um cilício sob as suas vestes. Trata-se de uma corda amarrada com com força de maneira a causar dor. É um sofrimento autoimposto. É uma tradição medieval ainda aceita por alguns religiosos.

Espíritos ligados ao catolicismo comunicando-se por médiuns não são novidade para nós. Se pegarmos somente o "O Evangelho Segundo o Espíritismo" teremos inúmeros exemplos. Na atualidade alguns se afirmam-se espíritas, como Emannuel e Joana de Angelis, por exemplo.

Parece haver uma tendência muito recente de dignatários desencarnados da igreja católica apostolica romana se comunicarem através de médiuns espíritas. Recentemente Dom Helder Camara escreveu um livro por meio de um médium espírita. O material foi prudentemente apresentado a pessoas que conviveram com o saudoso cardeal, os quais confirmaram a autenticidade da mensagem. Mais do que isso, os direitos autorais foram divididos igualmente entre o centro espírita no qual trabalha o médium e uma instituição católica. O significado desses fatos é que houve aceitação e concordância quanto a veracidade da autoria.

A novidade, nestes casos recentes, é que apesar de se utilizarem de um meio considerado dogmaticamente impróprio pela igreja católica os comunicantes continuam se afirmando católicos. Claro que não estamos tentando interferir nas convicções deles e exigindo conversões ao Espiritismo.

A avaliação que faço da mensagem, sem qualquer pretensão a posse da verdade, é que ela é confusa. João Paulo II era um intelectual. Além de poliglota era formado em filosofia. O texto ora apresentado  não segue uma ordem lógica, pois mistura assuntos e percepções pessoais ao lado de descrições do plano espíritual. Até ai tudo seria normal; o problema é que falta coerência e coesão. Apresenta ainda várias frases sem sentido, indigno de uma mente como a dele.

O suposto Papa fala tanto do seu novo entendimento sobre os dogmas católicos quanto das roupas que está usando; considera que suas posições contra o ato sexual antes do casamento estavam equivocadas; contraditória e estranhamente diz que a sua modéstia não permite falar das inúmeras homenagens que recebeu quando desencarnou; diz que depois de concluida a sua tarefa irá retornar para as suas mansões celestiais no planeta Vênus. Chama a médium de missionária e a defende dos possíveis ataques ou julgamentos que venha a sofrer. Porém, o mais interessante é que o suposto Papa acaba por se afirmar um roustanguista, ao mesmo tempo que rompe com um dos mais importantes dogmas católicos, a ressurreição de Jesus. Ele afirma que Jesus, não somente não morreu crucificado como continuou vivendo por muitos anos e que ele não poderia morrer porque, em verdade já vivia como espírito durante a sua encarnação. Ora, essa é tese roustanguista, ou melhor dizendo, esse é o antigo docetismo, heredia condenada pela própria igreja. Essas idéias não são novas. Tais excentricidades rondam o movimento espírita desde o seu surgimento. Cabe a nós ficarmos atentos.

Ele, entre temas importantes, relata que houve muita confusão sobre o local em que se realizou uma reunião de mestres da espiritualidade! Sinceramente, não entendo porque o João Paulo II, mostrando-se tão preocupando com o nível consciencial dos católicos iria relatar temas tão comezinhos quanto este.

Quase no final, ele revela que irá se manifestar àquela parcela do clero que apresenta característica mediúnicas.

Na interpretação que faço dessa mensagem o que me parece mais preocupante é o estilo escatológico. O suposto Papa trata de avisar aos católicos que eles precisam se modificar, devido às tragédias que se aproximam. Amedontrar as pessoas parece ser um hábito dificil de ser esquecido por alguns religiosos.

Que o leitor faça a própria interpretação.
 
Meus fiéis ! Faço parte do mutirão do Céu !

Papa João Paulo II
Quando saí do corpo físico estavam me esperando centenas de padres e outros papas de todas as eras, aqueles que já estavam identificados com a vida espiritual e já despertos para as verdades sagradas, sem mais os amedrontarem os pactos ou alianças com nossa antiga visão estreita sobre Deus e todo funcionamento da ordem divina.

Estou há tempos esperando a minha vez e a minha oportunidade de poder explicar aos fiéis da Igreja Católica que estivemos agregados a uma visão muito limitada da realidade da morte e da ressurreição de Cristo. Na verdade, vejo hoje que Cristo não ressuscitou... Aquele era o estado natural de seu espírito, fora do seu corpo físico.

Soube também que Ele nem havia morrido, e sim apenas entrado em estado de catalepsia pelos horrores que Lhe foram impingidos, e que viveu durante muitos anos após aquilo que nós chamáramos de morte e crucificação.

Não temos mais que encobrir nada da verdade, pois tudo está por um fio e não restará 'pedra sobre pedra' para termos que manter as nossas irracionalidades e receios.

Muitos fatos estão por vir e faço hoje a minha parte no sentido de alertar aos católicos mais despertos, que possam tentar realmente se salvar através da consciência mais dilatada sobre os reais acontecimentos do pós-morte.

Não estamos mais medindo consequências da Terra !

Importam somente as consequências autênticas, sérias.

Aquilo que os espera, além do desencarne físico, não será atraente, caso não exista preparo das almas para o que irão ver e que terão que enfrentar.

Existe uma possibilidade de que possamos realmente salvar da inconsciência algumas das almas mais preparadas dentro de nossos templos rígidos.

A bondade de muitos católicos e de todas as religiões já os garante naturalmente. Entretanto a falta de preparo para o que irão ver no mundo espiritual poderá assustá-los demais, em momentos de catástrofes, ao que pretendo evitar, de alguma sorte, falando aos que tiverem acesso a essa minha mensagem, intensamente discutida entre os renomados mestres responsáveis pela mudança de mentalidade religiosa na Terra.

Não pretendo modificar a Igreja Católica, pois que isso não me compete. Mas posso, como ser divino, criado livre e agora nos verdadeiros braços de Deus, ser fiel ao que vejo e sei. Devo ser fiel somente a Ele e à Verdade !

Fidelidade a Deus é o que me moveu a estar há tempos aguardando uma oportunidade onde pudesse escrever uma explicação mais detalhada do que precisava expor agora, pois que já houve comunicação de minha parte a outros mensageiros, apesar de ter me identificado apenas poucas vezes, sendo que, em algumas dessas comunicações, não houve a publicação do que estou aqui hoje me dedicando a romper definitivamente. Essas fronteiras não são mais possíveis, não mais necessárias !

Elas advém de nossas concepções orgulhosas e antiquadas sobre a verdade espiritual da vida e sobre a abrangência cósmica que agora vejo no grande contexto das vidas humanas em experiências aqui na Terra.

Não importam as críticas e julgamentos, como também não a esta missionária.

Não há tempo para mais tempo desperdiçado!

Nada é mais importante do que ser fiel à verdade !

Tudo o que posso fazer por agora é tentar despertar algumas almas que poderão saber que estou aqui e que falo o que estou vendo sobre o céu e o inferno.

Não deixem, filhos, de povoar as mentes católicas de mais esclarecimentos sobre a vida após a morte, e todas as contingências que podem levar muitos de vós aos reinos dos sofrimentos, se não eternos, tão terríveis que parecerão sê-lo.

Venham os juízes e os cardeais e padres !

Em nada poderão modificar de minhas atuais concepções.

Não há mais cruzes e esta missionária já tem sido crucificada nesses milênios, o que não lhe fará mais diferença o pensamento dos retrógrados e orgulhosos de qualquer igreja, pois que nasceu para servir a Deus, como eu e como todos nós.

Apenas muitos não querem servi-Lo como apraz a Ele, mostrando ao mundo a crueza de seus modos de pensar e a pobreza de sentimentos cristãos e fraternos, discriminando os povos das nações, todas irmãs em Cristo, todas necessitando de amor e fé no Deus verdadeiro.

O Cristo em liturgia eterna oferece agora a hóstia de seu ensinamento jamais desatualizado, mesmo que se desbravem as leis sobre a vida após a morte.

Cristo só falou de amor e nisso tentamos imitá-lo pois, embora seguisse os preceitos da Igreja, meu coração sempre se enterneceu verdadeiramente ante o sofrimento da humanidade.

Visto a mesma túnica alva dos meu tempos de papa, pois que nada muda drasticamente.

Há um tempo de fortalecimento aqui no reino divino, e depois disso voltamos aos labores de nossa comunhão com o Cristo, mas na cidade espiritual que nos acolheu.

Participei do encontro sagrado de milhões de seres que nasceram na Terra e deixaram o seu contributo na ciência, na religião e em todos os âmbitos da vida terrena das criaturas de Deus.

Esta reunião de Mestre Lanto albergou milhares de fiéis nossos também, que ficaram em salões para a assistência a desencarnados, contíguos ao salão principal do templo Royal Teton, numa semana de transformações intensas no planeta e de muitos eflúvios divinos para a Terra, em todos os sentidos.

Aqui estabeleci um intercâmbio profícuo com Lutero, sendo que após o nosso abraço fraternal e sincero vertemos lágrimas pelas diferenças entre os conceitos religiosos humanos e nos batizamos a nós mesmos diante de todos e com a ferramenta litúrgica batismal e do Santo Sacramento nas nossa frontes unidas, com a bênção suprema de seres muito acima de nós em autoridade espiritual perante a Terra e também perante outros povos de outros planetas que laboram por este nosso lar abençoado proporcionado por Deus ao nosso burilamento como seres eternos que somos.

A lembrança de meus conhecimentos também surgiram rapidamente à minha nova consciência, pouco tempo depois de ter sido recolhido por emissários divinos, numa maca muito alva e fosforescente, quando anjos do céu me louvaram a recém-chegada aos planos espirituais entoando hinos de nossa Igreja, à qual servi com honestidade e com coerência ao que ela se dispunha a formar como opinião religiosa em nosso mundo.

Reconheci rapidamente que eu já sabia de tudo quanto estava revendo como vida espiritual verdadeira.

Relembrei-me que eu mesmo havia escolhido a missão do papado para deixar a marca da união crística com todos os povos e nações, pelo que recebi honrarias que a minha modéstia não vai aqui ostentar, pois o meu sincero amor à humanidade comandou todos os meus feitos, sem pretensão de ordem outra que pretendesse me exaltar perante nenhum partido religioso, político ou coisa que seja.

Juízos ao meu respeito houve muitos, como há ainda ao próprio Cristo e a todos os seres que semeiam verdades e mudanças sobre a face da Terra,

Antes que me despeça devo afirmar, a pedido dos que me assessoram na transmissão destes dizeres, que este mutirão de almas formado a partir deste evento de magnitude no templo de Mestre Lanto, e também na Metrópole do Grande Coração no Brasil, fortaleceram ainda mais a minha perspectiva de falar ao mundo sobre a minha retomada de consciência.

Havendo muita confusão a respeito do local onde se reuniram as excelsas autoridades neste evento grandioso, resta-me dizer que o Templo de Mestre Lanto e a cidade Metrópole do Grande Coração estavam unidas num só corpo etéreo, na dimensão espiritual, o que causou dúvidas a vários espiritualistas avessos ao verdadeiro despertamento dos seres, apalpando suas ideias restritivas como somente as únicas e verdadeiras.

Atrelava- se a estas duas construções etéreas ainda a cidade espiritual de Shamballa, sendo que as três eram uma só.

Tornou-se simples para mim, novamente em corpo espiritual, compreender que as construções em plano espiritual não ocupam espaço e podem ser facilmente agregadas como a água se agrega às esponjas de limpeza dos departamentos domésticos de nossas vidas terrenas, por sistemas divinos ligados às vibrações de todos os organismos espirituais e formas do Universo.

Não aprovo daqui aquilo que tive que aprovar em nome da Igreja, como as ideias retrógradas sobre uniões indissolúveis.

Sou a favor da vida, em todos os sentidos, às transfusões de sangue e a certas providências médicas quanto a fetos que põem em risco as vidas das mães.

Tive que coibir, em nome do amor de Deus pelos seus filhos, a proliferação de mães jovens, para bem delas mesmas, sendo determinado quanto a não aceitar uniões antes do casamento, o que hoje sei que outros critérios sobre cuidados a respeito são mais aplicáveis e aceitos pela humanidade.

A despeito de ter que conviver com estratégias políticas e da própria instituição hierárquica da religião católica apostólica romana, Deus sempre conheceu a independência altruísta do meu coração e de minha alma.

Aqui neste plano de vida temos convenções religiosas, médicas e científicas, como também apresentações artísticas e outros eventos para a recepção de altos magistrados de esferas superiores.

Vejo-me liberto de dogmas estreitos e de obediência a prepostos insólitos e inverídicos.

Assumo inteira responsabilidade perante a Igreja Católica da Terra quanto a essas minhas palavras aqui deixadas nesta manhã desta terra fecunda brasileira.

Embora esteja eu promovendo cursos a muitos discípulos católicos da Itália, morando em espírito provisoriamente na Colônia Nossa Senhora da Compostela, acima da Península Ibérica, visito com frequência todas as outras colônias espirituais sobre a Terra, como fazia aí, em corpo físico em missão crística.

Fui levado também a muitos outros planos superiores, de outras dimensões, em galáxias adiantadas onde o amor reina absoluto, e a luz ofusca os nosso sentidos espirituais, causando-nos indizível bem estar e plenitude do ser.

No mutirão da fé e do amor me encontro, iniciando a semear com mais vigor aquilo que doravante farei com a permissão de Deus, falando a outros interfones humanos, em todas as partes da mundo, inclusive aos cardeais, madres, freiras e bispos que são videntes e que podem psicografar as minhas palavras que dirigirei à Terra.

Com a consciência crística avançada e novamente expandida de hoje, peço a Deus que me abençoe e que me autorize agora a deixar impressas aqui essas palavras, que ficarão para a posteridade das lembranças sobre a minha última passagem pela Terra.

Em breve, após a transição derradeira deste planeta que me serviu de grande ensinamento ao meu ser eterno voltarei a habitar as minhas mansões celestes de Vênus.

A Igreja Católica cumpriu, por um lado, o seu dever nestes séculos todos, apesar de todas as crueldades dos inquisidores e de todos os tempos do Cristianismo, freando os impulsos primários de milhões de seres que despertaram para a fé e para a cristandade através dela.

Despeço-me agora, fazendo votos de paz e amor entre os seres humanos, evolução, fidelidade e religação verdadeira de todos com Deus !

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo !

João Paulo II



Lembremos que a Metrópole do Grande Coração é a mesma em que diz residir o polêmico espírito Ramatis, que desde a década de cinquenta do século vinte ditou vários livros ao médium Hercílio Maes, em Curitiba.

Há possibilidade dessa mensagem realmente ser de quem se afirma? creio que sim. Todavia, tudo leva a crer que esta mensagem seja apócrifa. Os inúmeros erros de forma podem ser da própria médium. Para confirmar teremos que comparar com outras mensagens do mesmo autor recebidas por outros médiuns.

Não existe nenhum demérito para a médium. Acredito que ela fez bem em divulgar a mensagem, pois assim temos a oportunidade de analisá-la.

6 comentários:

  1. Ivomar, confesso que essa médium não me convence com seus textos. É dela também o texto que anda circulando pela internet, dizendo que era de Maria Rita, esposa do cantor Roberto Carlos, a qual falou com Jesus como se falasse com o atendente da portaria da colônia espiritual onde mora.

    Se, em vias gerais, a mensagem de Maria Rita e mesmo esta do Papa são razoáveis, nem tudo é coerente e tenho para mim que ou ela não é médium (mistifica) ou é mistificada por espíritos enganadores.

    No texto do Papa, por exemplo, o friso que você fez sobre Jesus não ter morrido, significando ter continuado a viver como um hipócrita enganador que deixou centenas e centenas de pessoas morrerem em seu nome e pela causa que defendeu, enquanto estava sabe Deus onde, na boa, é para mim o que basta para descartar tal mensagem como sendo de espírito superior.

    Enfim, fico bastante feliz de ver alguém pensando sobre isso, em vez de apenas se empolgar e sair divulgando cegamente como verdade, como tantos espíritas e simpatizantes da doutrina o tem feito.

    Essa é minha opinião, amigo. Grata pela visita ao meu blog Espiritismo SEM Melindres e pelos emails. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. VOCES DEVERIAM RESPEITAR A IGREJA CATOLICA. QUEM É ESPIRITISMO PARA FALAR ALGO, AINDA MAIS SOBRE JOAO PAULO SEGUNDO. PSICOGRAFIA???? NEM MESMO CHICO XAVIER PODE ESTAR NO CEU OU NO INFERNO, MAS QUANTA BESTEIRA. USAR O NOME DE UM HOMEM CATOLICO PARA FAZER CABEÇA DE DESAVISADOS? EU AFIRMO, SOU MEDIUM E JA RECEBI UMA MENSAGEM DE CHICO XAVIER QUE DIZIA PARA EU AVISAR A TODO O SER QUE SE DIZ ESPIRITA QUE SAIA DESSA SEITA ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS. EU RECEBI DE CHICO XAVIER ESSA MENSAGEM, SAIAM ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS. ALIAS QUEM USA O EVANGELHO SEGUNDO ESPIRITISMO, 'JA É LOUCO, POIS SO EXISTE UM EVANGELHO, O ESCRITO POR MARCOS, JOAO, LUCAS E MATEUS. FICO ABISMADO COM TANTA BABOSEIRA. QUEREM SER ESPIRITAS SEJAM, MAS USAR DE GOLPE BAIXO, USAR O NOME DE UM PAPA CATOLICO? QUEREM APARECER? POIS APAREÇAM COM SUA PRÓPRIA CRENÇA. LOUCOS, DEMENTES. RESPEITEM A IGREJA!

    ResponderExcluir
  3. tem que ter coragem para postar... deixem de serem expertos, deem a cara a tapa. tem que ter coragem de mostrar o que eu escrevi.quem nao deve e nao teme. Tenho vergonha disso tudo. Quanta besteira. Renegam ao proprio Cristo, e ainda tem a cara de pau de dizer que Jesus mentiu... que Jesus nao morreu... ah Jesus o próprio Deus, mentir. Isso só pode ser obra do Satanás, que aliás é o unico espirito que volta para levar um a um dos seres viventes aqui da terra.

    ResponderExcluir
  4. Os amigos católicos talvez não tenham lido com atenção o que escrevi sobre a suposta mensagem de karol Woitila (João Paulo II). Se o tivessem feito veriam que aponto as falhas e não viram que disse "tudo leva a crer que esta mensagem seja apócrifa".

    Como podem ver, tive coragem de mostrar o que o anônimo escreveu. Nós espíritas não temos medo de colocar nossa cara a tapa. Respeitamos todas as religiões e não tentamos fazer proselitismo. Mas, de toda forma, a cada dia aumenta a quantidade de cstólicos desencarnados que se comunicam via mediúnica. A igraja católica que durante muito tempo combateu o Espiritismo aos poucos começa a dar mudar suas posições, aceitando publicamente certas posições espíritas. A comunicabilidade dos espíritos é fato sobejamente comprovado na Biblia; a reencarnação, que antes era rechaçada, agora começa a ser timidamente aceita diante dos fatos, e o discurso atual é que a igreja nunca condenou a reencarnação. E assim as coisas vão mudando, graças a Deus!

    Os amigos que nos deram a honra da opinião neste blog fiquem tranquilos, pois o demonio, no qual não acreditamos, não está confundindo ninguém. Respeitamos o modo deles pensarem, e assim pedimos que respeitem o nosso, inclusive de acreditar que Jesus não é Deus.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Adorei ler sua resposta aos irmãos católicos Ivomar, você foi esclarecedor sem faltar com a gentil educação e serenidade peculiar aos que se aprofundam nos estudos do Cristianismo puro!
    É muito bom podermos expressar nossas crenças e fé
    sem ter que faltar com o respeito e mesmo a caridade ao nosso irmão tenha ele o credo que for!! Aliás, esse é o comportamento que mais se aproxima da máxima que o Cristo nos ensinou:
    "AMAR O TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO"!!!

    Abraços fraternais!

    Simone Adelaide

    ResponderExcluir
  6. adorei as postagens, os comentarios, gostaria de reletar que, em termos de mediunidade , sou um iniciante, mero aprendiz, a unica coisa que posso afirmar, é que sinto quando espiritos necessitados ou energias pesadas, chegam perto de mim e tambem quando chegam seres iluminados ou efluvios salutares, trazendos os balsamos divinos para amenizar as chagas irraizadas em minha alma machucada pelos meus milenares erros, lendo a mensagem no dia de hoje, unindo aos fatos que ja tomei conhecimento, eu acredito que o humilde mestre Jesus, esta mais perto de nós do que imaginamos, e se nos referirmos a ele com fé ele, vira ao nosso encontro.No passado , pareceme que foi ele mesmo que disse, muitos não vão me ver , mas vão me sentir, esta certeza tenho em mim, e tambem acredido que , como diz um ensinamento, "No futuro sera um só rebanho e um só Pastor, Jesus", somos todos um, fazemos partes de uma grande familia, nos amemos poxa, não foi o mestre que disse, "amem uns aos outros como eu vos amei"Jesus, e o mesmo ainda nos ama, ele esta realmente entre nós, se o próprio Mestre se faz presente em todos os instantes, por que um de nós simples mortais não nos apresentariamos, só quero deixar expresso que quando tomei conhecimento da mensagem li imediatamente, e confesso que me emocionei, pois sei que a terra esta em total mudança, e nós também, que Deus proteja a todos, quanto a Maria Rita do Roberto Carlos, eu acredito que ela esteve sim com o mestre, e você que vai ler este comentário também pode estar com ele agora, é só se concentrar com muita fé, mesmo que ele não venha, ele manda suas vibrações de amor ou envia um emissario divino para nos auxiliar, pois no trecho que relatei algo sobre ele, até chorei de emoção, se fui até ele não sei, se ele enviou as tuas bençãos não sei, mas quando falo de Jesus minha alma se encanta e sinto ele bem perto de mim, meu desejo é que os que se foram desta terra abençoada e estão em condição de nos ajudar, possam nos intuir na recomendação sublime dos grandes mestres, Caridade, humildade e amor, fiquem em paz

    ResponderExcluir